Post em Destaque

Iniciando com o FreeBSD

Acreditava que seria fácil fazer uma pequena apresentação sobre FreeBSD, mas acredito que muitos que chegaram até aqui ou os que ainda estão por vir, não serão tão “marinheiros de primeira viagem”. E que nesse início de trabalho possamos contar com a ajuda de todos vocês. Muito...

Leia mais...

BIND? Seja feliz com o NSD e Unbound

Posted by gondim | Posted in Dicas, FreeBSD, Segurança, Software Livre, Tecnologia | Posted on 18-08-2018

Tags:, ,

0

Hoje venho escrever sobre um papo que tive com um amigo de longa data, o Tiago Felipe Gonçalves. Estávamos conversando sobre DNS e especificamente sobre o BIND. Aqui na empresa já tem alguns anos que separamos os serviços em suas VMs e com a questão do DNS não foi diferente. O DNS trabalha basicamente para nós, meros mortais, como sendo Autoritativo ou Recursivo. Sendo o Autoritativo responsável pela administração dos domínios que você controla na sua empresa e o Recurso responsável pela resolução de nomes na Internet já que sem ele não conseguiríamos navegar ou acessar qualquer serviço através dos nomes. Imaginem ter que ficar decorando os IPs. rsrsrsrs o tão usado virtual hosts dos servidores web nem funcionariam.

O BIND é um programa desenvolvido pela ISC (Internet Systems Consortium) e é sem dúvida o sistema mais utilizado no mundo para DNS mas este teve uma época negra com diversas vulnerabilidades exploradas o que fez ele ter um apelido carinhoso de o Queijo Suiço, de tantos furos que ele tinha. O BIND é bem completo e faz as duas coisas que necessitamos, o Autoritativo e o Recursivo mas não precisamos ter os dois no mesmo lugar e fazendo as duas coisas. Pensando em performance e segurança entra em cena a NLnet Labs que desenvolveu o Unbound (DNS Recursivo) e o NSD (DNS Autoritativo). O primeiro ficou muito famoso e considerado o DNS Recursivo mais rápido da Internet e hoje venho falar do NSD.

O NSD tem a estrutura de configuração parecida com o do seu irmão Unbound, ele não faz cache e não resolve nada que não seja controlado por ele, ou seja, faz o que se propõe apenas que é servir como DNS Autoritativo para os seus domínios e reversos IPv4 e IPv6. Um outro fato interessante é que a syntax das zonas é a mesma usada pelo BIND, ou seja, você vai aproveitar todos os seus arquivos de zonas exatamente como eles estão. Isso não só mantém a curva de aprendizado baixa como simplifica toda uma migração. Além disso o NSD é extremamente rápido e seguro assim como seu irmão Unbound.

O que aconselho em sua estrutura de ISP é ter ambos os serviços separados e bem definidos. Ah! O NSD é usado inclusive em alguns Root Servers que mantém nossa Internet funcionando.

Para ajudar à entender melhor o NSD na sua migração, tem esse tutorial para Ubuntu na DigitalOcean, mas que serve muito bem para ser usado em FreeBSD ou qualquer outro sistema.

Share Button

Série – Desktop completo com FreeBSD por Vermaden

Posted by gondim | Posted in Dicas, FreeBSD, Software Livre, Tecnologia | Posted on 16-07-2018

Tags:, ,

0

Um agradecimento especial ao Linux-BR pelo apoio com essa matéria e que replico agora aqui pra vocês!

Escrito por Nícolas Wildner

A série está sendo escrita por Vermaden, conhecido membro e entusiasta de FreeBSD.

Como a tradução completa de todas as matérias sobre este assunto seria um trabalho infrutífero, as referências estão no fim desta postagem:

Se você está montando um desktop/workstation com FreeBSD vale a pena conferir:

Me pediram para adicionar nessa matéria mais um link para outro artigo sobre Desktop FreeBSD e aqui está: Cooltrainer.org

Share Button

Lançado FreeBSD 11.2

Posted by gondim | Posted in Dicas, FreeBSD, Segurança, Software Livre, Tecnologia | Posted on 28-06-2018

Tags:, , ,

0

Saiu a nova atualização da série 11.x do FreeBSD com várias melhorias e correções. Não deixem de ver o anúncio oficial aqui.

Share Button

Intel direciona desenvolvedor com anos de experiência para projeto FreeBSD

Posted by gondim | Posted in Dicas, FreeBSD, Segurança, Software Livre, Tecnologia | Posted on 18-06-2018

Tags:,

0

A Intel resolveu alocar o desenvolvedor Ben Widawsky, arquiteto de drivers gráficos para Linux, para focar no desenvolvimento do FreeBSD. Ele deixa o time Linux da Intel e ficará dedicado no time FreeBSD. A mudança não visa só melhorias na parte gráfica mas também em outras áreas do FreeBSD, inclusive na de network.

Pode ter sido alguma pressão da Juniper devido à seus  novos chassis com interfaces Intel? Quem sabe.  🙂

Fonte 1.

Fonte 2.

Share Button

Posted by gondim | Posted in Dicas, FreeBSD, Software Livre, Tecnologia | Posted on 03-06-2018

Tags:, , , , ,

0

BSD Magazine Issue 06/2018

Saiu a edição de junho da BSD Magazine  com várias matérias interessantes como uma matéria sobre ZFS no FreeBSD, programação C, monitoramento…

Vale lembrar que a BSD Magazine  é uma excelente revista digital com conteúdos de ótima qualidade, sem falar na qualidade visual.

Share Button

BSD Day 2018 chegando

Posted by gondim | Posted in Dicas, FreeBSD, Segurança, Software Livre, Tecnologia | Posted on 03-05-2018

Tags:, , , , , ,

0

 

Pessoal da área de tecnologia ou que gosta, não deixe de ir nesse evento. Será abordado muitos assuntos legais desde segurança da informação até impressão 3D e muito mais.

O vento é gratuito mas quem quiser contribuir com alguma doação, pode ser feito pelo site mesmo de forma segura. Faça sua inscrição aqui e venha conhecer e compartilhar Software Livre.

Saiu uma matéria na Hacker Culture com a entrevista de alguns palestrantes e que pode ser lida aqui.

Nenhum texto alternativo automático disponível.

Share Button

BSD Magazine mês 03/2018

Posted by gondim | Posted in Dicas, FreeBSD, Software Livre, Tecnologia | Posted on 12-04-2018

Tags:, , , , , , , ,

0

Saiu a edição do mês de março da revista que fala do mundo BSD e Software Livre.

Nessa edição temos casadinha de jogos no OpenBSD, um rápido início com Kubernetes (k8s) e GKE (Google Kubernetes Engine), tunando um FreeBSD, gerenciar múltiplas instalações Perl 6 e outras.

Share Button

NomadBSD 1.0.1

Posted by gondim | Posted in Dicas, FreeBSD, Software Livre, Tecnologia | Posted on 10-04-2018

Tags:, , ,

0

Pra quem quiser experimentar um FreeBSD rodando de um pendrive, aqui está a dica: o NomadBSD 1.0.1 é baseado no FreeBSD 11.1, vem com um ambiente desktop que pode até ser usado para recuperar outros sistemas. Para quem quiser experimentar o FreeBSD sem mexer em seu sistema, é uma boa opção.

Share Button

BSDDay 2018

Posted by gondim | Posted in Dicas, FreeBSD, Software Livre, Tecnologia | Posted on 08-04-2018

Tags:, ,

0

Depois de um longo período afastado aqui do blog, estou voltando e tentarei manter as notícias em dia.  🙂

Agora em maio dia 26 teremos o BSDDay 2018, um evento voltado para tecnologia falando de BSDs e Software Livre. Não deixem de ir pois será uma troca de conhecimentos, tempo de fazer novas amizades e contatos nessa nossa área.

O evento será na UFRRJ (Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro) em Seropédica. Mais sobre o evento e as palestras basta visitar o site aqui.

Ah! Estarei falando no evento sobre Router performático com FreeBSD. Na verdade contarei sobre os problemas que tivemos aqui no Provedor e as soluções até chegarmos hoje com um tráfego de mais de 6Gbps.

 

Share Button

FreeBSD 10.2 – Sistema para Backup com Raiz em RAID 1 (mirror) e Dados em RAID 10 (mirror+stripe)

Posted by gondim | Posted in Dicas, FreeBSD, Software Livre, Tecnologia | Posted on 03-02-2016

Tags:, , ,

5

Fazia um tempo que eu não postava um artigo mas recentemente fiz um Servidor de Backup e nele eu tinha apenas 4 HDs de 2TB cada. Queria aproveitar o espaço em disco e ao mesmo tempo fazer algo seguro. Não preciso dizer que Backup é algo extremamente sério e não podemos bobear com isso.

Nesse artigo vamos montar o sistema assim:

Partições do SO:

RAID 1:

/ – 50Gb

swap – 8Gb

RAID 10:

/dados – restante do espaço

Com o Raid 1 teremos o famoso mirror onde o sistema estará presente em todos os discos. Em caso de falhas os outros discos farão o trabalho de manter o sistema em pé. No Raid 10 teremos o mirror (RAID 1) para manter a segurança em caso de falhas e em cima do mirror, faremos um stripe (RAID 0) para aproveitar bem o espaço dos discos com performance aprimorada.  🙂

Para começarmos a brincadeira, tenha em mãos um CD ou pendrive com o instalador do FreeBSD 10.2-RELEASE.

Como o instalador do FreeBSD não possui suporte para criar os RAIDs durante a instalação, faremos no método manual. Observem a tela abaixo:

tela1

Nesse momento vamos para o shell fazer a nossa configuração das partições. As configurações abaixo fiz para a minha necessidade; sintam-se à vontade de alterá-las:

Temos 4 discos SATA III de 2Tb: ada0, ada1, ada2 e ada3

# gpart create -s gpt ada0

# gpart create -s gpt ada1

# gpart create -s gpt ada2

# gpart create -s gpt ada3

Criando as partições de boot nos discos:

# gpart add -s 128k -t freebsd-boot -l boot0 ada0
# gpart add -s 128k -t freebsd-boot -l boot1 ada1
# gpart add -s 128k -t freebsd-boot -l boot2 ada2
# gpart add -s 128k -t freebsd-boot -l boot3 ada3

Criando as partições de swap de 8Gb:

# gpart add -a 1m -s 8G -t freebsd-swap -l swap0 ada0
# gpart add -a 1m -s 8G -t freebsd-swap -l swap1 ada1
# gpart add -a 1m -s 8G -t freebsd-swap -l swap2 ada2
# gpart add -a 1m -s 8G -t freebsd-swap -l swap3 ada3

Vamos criar o raiz do SO que vai conter todo o Sistema com 50Gb:
# gpart add -a 1m -s 50G -t freebsd-ufs -l root0 ada0
# gpart add -a 1m -s 50G -t freebsd-ufs -l root1 ada1
# gpart add -a 1m -s 50G -t freebsd-ufs -l root2 ada2
# gpart add -a 1m -s 50G -t freebsd-ufs -l root3 ada3

Por último a partição que usaremos para armazenar os backups em RAID10:
# gpart add -a 1m -t freebsd-ufs -l dados0 ada0
# gpart add -a 1m -t freebsd-ufs -l dados1 ada1
# gpart add -a 1m -t freebsd-ufs -l dados2 ada2
# gpart add -a 1m -t freebsd-ufs -l dados3 ada3

Agora que já temos as partições, precisaremos gerar o bootcode nos discos:
# gpart bootcode -b /boot/pmbr -p /boot/gptboot -i 1 ada0
# gpart bootcode -b /boot/pmbr -p /boot/gptboot -i 1 ada1
# gpart bootcode -b /boot/pmbr -p /boot/gptboot -i 1 ada2
# gpart bootcode -b /boot/pmbr -p /boot/gptboot -i 1 ada3

# true > /dev/ada0
# true > /dev/ada1
# true > /dev/ada2
# true > /dev/ada3
Agora que terminamos de definir as partições passaremos para a criação dos mirrors:

Fazendo os mirrors que acomodarão o SO e swap:

# kldload geom_mirror
# gmirror label -h swap /dev/gpt/swap0 /dev/gpt/swap1 /dev/gpt/swap2 /dev/gpt/swap3
# gmirror label -h root /dev/gpt/root0 /dev/gpt/root1 /dev/gpt/root2 /dev/gpt/root3
Agora faremos os mirrors das partições Dados:
# gmirror label -h dados0 /dev/gpt/dados0 /dev/gpt/dados1
# gmirror label -h dados1 /dev/gpt/dados2 /dev/gpt/dados3

Acima criamos o RAID 1 com os 2 primeiros discos para tolerância à falhas.

Para confirmarmos que os mirrors estão OK:

# gmirror status

tela2

Agora precisamos criar o stripe e fechar o RAID 10:
# kldload geom_stripe
# gstripe label -h dados /dev/mirror/dados0 /dev/mirror/dados1

Nesse ponto teremos um device /dev/stripe/dados com aproximadamente 3.5Tb que usaremos pra armazenar nosso backup.  :)

# gstripe status

tela3
 Agora que criamos o RAID 1 e o RAID 10, formataremos eles com UFS:

# newfs -U -L root /dev/mirror/root
# newfs -U -L dados /dev/stripe/dados

Caso os discos sejam SSD, adicione o parâmetro -t conforme abaixo, para habilitar o suporte à TRIM:
# newfs -t -U -L root /dev/mirror/root
# newfs -t -U -L dados /dev/stripe/dados

Próximo passo montaremos o sistema de arquivos para continuarmos a instalação do sistema:

# mount /dev/mirror/root /mnt
# mkdir /mnt/backup
# mount /dev/stripe/dados /mnt/backup

Nesse momento sairemos do shell e retornaremos para a instalação do SO:

# exit

Instale o sistema normalmente até chegar na tela abaixo:

tela4


Nesse ponto volte para o shell onde criaremos o nosso fstab:

# vi /tmp/bsdinstall_etc/fstab

Adicione o seguinte conteúdo:

/dev/mirror/swap  none            swap    sw      0       0
/dev/mirror/root  /               ufs     rw      1       1
/dev/stripe/dados /backup         ufs     rw      1       1

# exit

Continue toda a instalação até a tela abaixo:

tela5

Confirme com Yes e novamente no shell faça a configuração abaixo:

# echo 'geom_mirror_load="YES"' >> /boot/loader.conf
# echo 'geom_stripe_load="YES"' >> /boot/loader.conf

Acima habilitamos a carga dos drivers senão o sistema não vai subir após o boot. :)

Vamos habilitar um report diário sobre o mirror e o stripe e ficarmos atentos se aparecer algum problema:

# echo 'daily_status_gmirror_enable="YES"' >> /etc/periodic.conf

# echo 'daily_status_gstripe_enable="YES"' >> /etc/periodic.conf

Basta agora sair com exit, reiniciar e partir para o abraço. rsrsrs

Espero que este post seja útil para todos.

Abrs e até a próxima.

Referência: https://www.ateamsystems.com/tech-blog/installing-freebsd-9-gmirror-gpt-partitions-raid-1/
Share Button